sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O Brasil não é para amadores (VII)

Figueiredo ameaçou apoiar Argentina militarmente se britânicos a invadissem

BRASÍLIA - Arquivos secretos mostram que o governo brasileiro alertou os EUA que não aceitaria que tropas britânicas atacassem a região continental da Argentina durante a Guerra das Malvinas. O documento inédito, ao qual o Estado teve acesso, narra dois encontros em maio de 1982 entre os então presidentes do Brasil, general João Baptista Figueiredo, e dos EUA, Ronald Reagan, além do secretário de Estado dos EUA, Alexander Haig.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Desastres da retórica (VII)

  • Prazer em revê-lo!: o desastre da retórica definitivo. Essa eu aprendi numa história que ouvi esses dias. A pessoa foi cumprimentar um magistrado que vira uma ou duas vezes na vida, só. O sujeito, com clara dificuldade de reconhecer quem ele era (normal para uma pessoa pública), respondeu: Prazer em revê-lo! Ou seja, reverteu a situação esquisita de não saber com quem está falando, incutindo na pessoa que iniciou a comunicação uma dúvida de onde pode ter visto a pessoa da última vez, ou mesmo se o conhece! Ou seja, bota os dois no mesmo nível. Pra mim isso será tão útil: constantemente esqueço o nome das pessoas que me cumprimentam na rua. Sem falar nos encontros familiares, onde sempre preciso perguntar à namorada quem é que acaba de entrar na sala. Nas últimas semanas, perguntei três vezes a ela quem era a irmã de meu cunhado!!! Um erro honesto, vá: ela troca de parceiro como troca de roupa...
  • Depende: a palavra de ouro para pessoas incapazes de dar uma resposta, uma opinião ou simplesmente tomar uma decisão. O dependismo é um vício que considero pior que o gerundismo. Muito comum entre mulheres, é a forma mais fácil de arrumar gancho enquanto você recheia seu depende com alguma variável frequentemente dispensável na comunicação. A única função dele na comunicação, pra mim, é ganhar tempo quando você não tem segurança em sua opinião. Especialistas de verdade não usam ussa erva daninha de nossa língua.