quarta-feira, 29 de outubro de 2003

Complexo de mordida de família

Essa rolou ontem, pouco antes d'eu ir pra Facul... tava a R., avó e primo R..

_ Que aconteceu com o pulso, R. (o primo)?
_ Quebrei durante os treinos na Instância.
_ Na minha época, curava-se pulso quebrado chamando-se uma mulher grávida para morder o pulso quebrado.
_ Então é por isso que essa família doida tem a bizarra mania de gostar de morder bebês!!! [minha mãe é impossível às vezes...]
_ Eta família fácil de quebrar pulso: foi o primo R., prima A., a irmã...
_ Eu, na infância...
_ Pra mais de mês...

domingo, 26 de outubro de 2003

Notas

19.10, 21.55: Vocês já viram a relativamente nova campanha publicitária daquela marca de cigarros, a Hollywood? Naquelas dunas, podemos perceber um busto feminino sugestivamente delineado na areia. Uma observação mais cuidadosa e lá está. Quando notei isso e falei ao irmão, ele levou menos de dez segundos para reparar. Enfim, descobertas daquelas dignas de estar naqueles sites de mensagens subliminares por aí...

19.10, 22.30: Dia desses estava no mercado com a mãe. Quando chego na seção de frutas e verduras, encontro um rabanete. É só uma verdura, pensa-se de início, mas do nada me faz lembrar de um dos primeiros livros que li quando aprendera a ler. O nome? O velho e o rabanete!

É uma história sobre um senhor idoso que não consegue colher um rabanete de sua plantação. Ele pede ajuda a sua esposa, a seu filho, a seu ajudante e mais algumas pessoas que estavam passando por lá. Todos, sem sucesso, tentavam arrancar o rabanete, um atrás do outro. Por último, sua netinha resolve tentar. E assim, o rabanete finalmente é arrancado da plantação. Então, a surpresa: o rabanete que brota é gigante, maior do que todos eles juntos. E naquela noite, eles comem como reis.

sábado, 25 de outubro de 2003

Máxima do Ser_superior!:



"Só o fato de tentarmos sermos perfeitos já nos torna imperfeitos. A perfeição não precisa se espelhar em nada."



Pelo jeito o fim-de-semana será meio sem novidades por aqui... depois que o irmão inventou de limpar o teclado, a barra de espaço está parecendo uma esponja: por mais que dedilhe, de vez em quando não espaça! Isso sem falar da tecla de descer o cursor. Mas não adiantou: mesmo depois de trinta avisos sincopados, ele insistiu na besteira. O aviso?

_ Não inventa de limpar a porra do teclado!!! Vai ficar tecla faltando...

Momento digno de se relembrar:

_ Eu avisei! Eu avisei! Eu avisei!

Momento digno de se lembrar também:

_ Melhor fazer logout, Ser_superior!: só tá saindo lixo nesse post...

terça-feira, 21 de outubro de 2003

Complexo de uniforme

Todos os dias você se levantava, lá pelas seis, vestia seu uniforme de corres berrantes e tecido sufocante, tomava seu café da manhã, ficava enfurnado em recinto escolar com aquele chamativo pedaço de pano, torcendo para a aula acabar logo, e pensava que se livraria dele num futuro próximo. Pelo menos uma utilidade o pedaço de pano démodé tem: pode ser usado como Yearbook (Caderno do ano para os gringuetes), onde podes carregar para qualquer lugar as assinaturas e os chavões típicos do ambiente escolar.

Até que um belo dia, ao puxarem seu Curriculum, descobres que o uniforme da empresa em que trabalharás consegue ser ainda pior do que o aposentado uniforme escolar! Amarelo-caganeira, azul-obra-do-governo, branco pai-de-santo, para citar os mais comuns. Imagina o complexo que a galera que trabalha do McDonald's carrega por terem de usar aquele uniforme digno do guarda-roupa do Tirulipa Jr.!...

Me pus a pensar sobre o por mim chamado Complexo de uniforme quando passei na Adeptus do 3 américa ontem. Todos os funcionários estavam com uma fantasia de bruxa, com um cabelo grisalho, grenho, escorrendo por sobre a nuca, preso sobre um boné triangular, aqueles de bruxa mesmo, e com uma túnica preta. Esse mico todo deve ser para o lançamento da versão em português do último livro do Harry Potter, sei lá...

sábado, 11 de outubro de 2003





Cartão chupinhado de Causos e prosas.
Odisséia escolar do Ser_superior!: Moagem que o Ser_superior! se pôs a lembrar hoje com a L.:

Sempre tive muita facilidade com tabuada. Na 2a. série, então, foi um tapa eu lidar com os tais números ditados decorebativamente pela professora! Ela chamava um por um na mesa e ditava a tabuada. Sempre fui extremamente vergonhoso na presença de professores e sempre me batia um nervosismo, um frio na barriga daqueles que gela até a espinha, só de precisar falar pessoalmente com um deles. Pois bem, quando era a minha vez, ficava tão nervoso que repetia a tabuada monocordiamente, mas sempre de cabeça curva, sem olhar para ela. Numa dessas ocasiões, ela resolveu me sacanear:

_ 10 vezes 9:
_ 90!
_ 10 vezes 10:
_ 100!
_ Ahn... 11 vezes 1:
_ 11!
_ 11 vezes 2;
_ 22!
_ 11 vezes 3:
_ 33!
_ Ah, ah, ah... certo, já chega! Não vou te morder não, viu?


E, extremamente constrangido e encabulado, tentava sem sucesso escapar dos beijos que ela dava nos aluninhos em final de aula. Sim, o Ser_superior! tem lá suas esquisitices desde tenra idade! Esquisitice foi o que constatei no final do ano, quando todos ainda permaneciam na sala, algo estranho para mim:

_ Pai, porque todo mundo ainda está na sala e eunão?
_ Porque você passou de ano adiantado, seu bobo! Agora vamos.
_ Tem certeza de que não deveria estar com eles?
_ Vambora, menino! Larga de bobagem!

sexta-feira, 10 de outubro de 2003

O vizinho

Quando notamos que o vizinho da esquina é meio estranho:

_ Ele amplia a casa inteira numa lage gigante de dois andares, e assim deixa, sem dar uma mão de tinta ou qualquer outra coisa. E isola o imóvel para morar numa casinha ao lado.

_ Ele deixa estacionado na garangem não carros comuns, mas um trator, um jipe daqueles de capô de napa bem velho, e uma F-1000 bege bem rodada!

_ Ele já apareceu na Veja e só recentemente descubro isso. Parece que a filha dele estuda com o irmão no Cdi e trouxe a reportagem. Parece que certa vez ele produziu um trator movido a hidrogênio, ou a bomba de hidrogênio... sei lá, continuo não sabendo do que se trata o maldito hidrogênio, e continuo detestando Química!

_ Ele foi o único de sua própria turma que se formou em Física na Cunic (ou Ufmt, sei lá, me falha a memória). O custo da placa ficou todo com ele...

_ Ele esporadicamente chamava o pai para um chope e para trocar umas idéias. De vez em quando ele comentava sobre suas intenções de usar aquela lage rusticamente levantada como um cinema, com apelo para os mais saudosistas, com filmes antigos e tudo o mais. Um Cine Odeon da vida...

_ Ele comprou a casa ao lado da casa onde ele subiu a lage, e assim a deixou, totalmente abandonada, até onde posso confirmar. O que parece uma pena, pois na casa há uma piscininha. E um forte cheiro de grude, da última vez que pisei lá, há uns dez anos! Talvez tenha criado um acesso alternativo por dentro...

_ Ele deixa todos na curiosidade só de passarmos por sua casa e constatarmos as coisas lá fora...


Costumava freqüentar a casa dele quando menor, mas quase nada me retorna à memória para cá constar agora...
Essa semana fiz algo que não fazia há anos: comprar revistas de videogame! Atualmente, comprar revistas de videogame é mera tarefa pra se passar raiva, pois 95% dos brasileiros que adoram jogos como o Ser_superior! que vos fala, dificilmente terão condições -- ou vontade -- de torrar mais de R$1500 reais num videogame com um jogo. A situação está tão crítica para essas revistas que acredito que esteja faltando verba até mesmo pra redação dessas revistas comprarem os jogos para teste, pois noto que os artigos estão supervagos, dizendo o que todo mundo já sabe, mas talvez isso seja pela revista de qualidade inferior que comprei. A coisa está tão feia para esses jogos que, devido ao reduzido número de jogadores que compram esses jogos, seções de socialização com o leitor, como Cartas e Fanarts, pelo menos nos exemplares da Gamers que comprei, foram sumariamente abolidas! Provavelmente por causa da puta sacanagem financeira feita pelas softhouses, cansadas de serem ludibriadas pelos piratas. Convenhamos que deve doer na alma dessas empresas gastar-se milhões de dólares para o desenvolvimento de um jogo, para que, com milhares de dólares, um pirata faça milhões de cópias clandestinas do mesmo jogo, sem pagar impostos, sem pagar programadores, sem pagar royalties. A indiferença e vontade de evitar nosso mercado manifestado por essas empresas é tão grande que, ao ler uma nota sobre o lançamento de Super Mairo Sunshine, o jogo mais foda do ano, sem dúvida, constata-se: sobre o lançamento no Brasil, a Nintendo limita-se a dizer que não tem planos para o lançamento no País.



Para passar ainda mais raiva (ou ao menos para entreter um pouco os olhos), confira o vídeo do SMS que rolou na E3 (no site oficial da Nintendo).

terça-feira, 7 de outubro de 2003

Máxima ordinária

Há pessoas que são como esponjas: absorvem muito e retêm pouco, enquanto temos pessoas que são como argila: não absorvem nada, retêm tudo! Qual delas estanca melhor o sangue do pulso da desilusão cortado pela vida?

sexta-feira, 3 de outubro de 2003

Diatribes do Ser_superior!:



_ Que tipo de pessoa esquisita some misteriosamente quando a pessoa com quem está andando encontra um conhecido e dedica alguns minutos trocando idéias com esse conhecido?

_ Que tipo de pessoa consegue controlar friamente o que tem a dizer quando se depara, subitamente, com dezenas de pessoas te soterrando com o olhar, mas tem uma colossal dificuldade para falar com uma pessoa só, seja qual for a bobagem em questão?

_ Que tipo de pessoa faz de tudo para ajudar os outros a seu redor, mas se mostra um pulha orgulhoso quando ele mesmo precisa de ajuda em algo, e se nega veementemente a admitir sua dependência sócio-pessoal em certos requisitos?

_ Que tipo de pessoa fica triste, um caco, sem razão plausível alguma, e, às vezes, aparenta estar triste só porque está olhando fixamente para o horizonte, distante do mundo, distante de si, perdido nas próprias incertezas?

_ Que tipo de pessoa sempre guarda para si mesmo, por mais odiosa que seja, uma exacerbada atitude desagradável alheia, e não esboça reação alguma?

_ Que tipo de pessoa acha 85% das pessoas que conhece uns perfeitos idiotas descartáveis?

_ Que tipo de pessoa tem uma irracional aversão a telefones, celulares e qualquer meio de comunicação que permita que duas pessoas possam conversar tête-à-tête?

_ Que tipo de pessoa detesta ser chamada em voz alta enquanto está a blogar no silêncio agora quebrantado do escritório?

_ Que tipo de pessoa começa a preferir ter uma prova ferrada durante a semana a ter de chegar mais cedo em casa e ter de agüentar o irritante barulho da Tv com as reverberadas e agudas vozes dos atores da novela das oito?

_ Que tipo de pessoa acha que dar um 'oi' é tão difícil quanto Química?

_ Que tipo de pessoa detesta responder perguntas sobre si mesmo, que detesta falar sobre o que está sentindo ou não, e que sempre tentará desviar a atenção dos bem-intencionados inoportunos que fazem essas perguntas?

_ Que tipo de pessoa esquisita despreza os irmãos e os amigos descerebrados deles, a ponto de se recusar a ir a festas onde sabe que encontrará esses amigos, e, pior ainda, saberá que os irmãos ainda estarão lá, aproveitando suas decadentes, erotizadas e estereotipadas mocidades? E não acaba por aí: despreza com vontade tudo o que os irmãos apreciam e acreditam e faz questão de desmerecê-los, de desacreditá-los, e de desincentivá-los. Sim, eu sei que sou o primogênito mais desprezível do mundo! Mas paciência tem limite...

_ Que tipo de blogueiro escreve textos tão densos assim?



Momento Ombudsman do Ser_superior!: às vezes dá vontade de me odiar...



_____________

P.S.: vocês pegaram esse blog pra ler num momento ruim... tanto do sujeito quanto do meio dele...